PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Desafiada por Jorge Paulo Lemann, ONG arrecada R$ 2 milhões contra fome

Edu Lyra, da Gerando Falcões, em entrevista ao programa Roda Viva - Reprodução/TV Cultua
Edu Lyra, da Gerando Falcões, em entrevista ao programa Roda Viva Imagem: Reprodução/TV Cultua

Giulia Fontes

Do UOL, em São Paulo

03/04/2021 16h24

A ONG Gerando Falcões, que está arrecadando dinheiro para comprar cestas básicas para famílias carentes durante a pandemia, atingiu a meta de doações proposta pelo empresário Jorge Paulo Lemann no dia 30 de março. O desafio era de que a ONG arrecadasse, até este sábado (3), R$ 500 mil em doações. Se o projeto cumprisse a meta, Lemann doaria mais R$ 500 mil à campanha.

O fundador da ONG, Edu Lyra, comemorou o resultado neste sábado (3) em um post no Instagram. Segundo ele, a ONG arrecadou os R$ 500 mil e, como prometido, Lemann vai investir mais R$ 500 mil no projeto. Outros empresários também vão doar. No total, o movimento arrecadou, desde o desafio de Lemann, R$ 2 milhões para ajudar as famílias carentes.

Juntando todas as doações, com o desafio que o Jorge Paulo Lemann me fez, nós chegamos a R$ 2 milhões mobilizados para investir em alimentação para o povo mais pobre das favelas. Não vai ficar ninguém para trás. A única forma de sobrevivência deste planeta é através da colaboração.
Edu Lyra

Veja o vídeo completo publicado pelo fundador da ONG, Edu Lyra:

Meta da campanha é arrecadar R$ 25 milhões

Para 2021, a meta da campanha é arrecadar R$ 25 milhões em doações. Até agora, R$ 8,52 milhões foram reunidos, ajudando 28.400 famílias.

De acordo com Edu Lyra, a mobilização, agora, é para que mais empresas ajudem a causa, e que mais cidadãos aceitem se tornar anjos na iniciativa. Os anjos são cidadãos que fazem doações e aceitam mobilizar familiares e amigos para doar também.

O que nós mais precisamos agora é de mais empresas para fazerem o matching funding [doar para a campanha] junto com seus colaboradores, e mais cidadãos que queiram se tornar anjos. Com isso, a campanha continua aquecida, mobilizando doações em toda a parte.
Edu Lyra

Em 2020, o projeto arrecadou R$ 25 milhões e impactou mais de 426 mil pessoas que moram em favelas e comunidades do país.

Como funciona o projeto

A proposta da Gerando Falcões é fazer a ponte entre as doações e as famílias que moram em favelas e estão em situação de vulnerabilidade. Para isso, o projeto conta com uma rede de ONGs que faz o cadastro dessas famílias. Cada uma delas recebe um cartão, que é recarregado com R$ 150 mensais para a compra de alimentos.

Com esse cartão em mãos, a família faz a compra do pequeno empreendedor dentro da favela, mobilizando a economia local.
Edu Lyra

Para doar, basta entrar no site da campanha.

PUBLICIDADE