PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Presidente da Azul defende lockdown e diz que reabertura deve ser planejada

Presidente da companhia se diz otimista com o Brasil -
Presidente da companhia se diz otimista com o Brasil

Colaboração para o UOL

09/04/2021 18h34

O presidente da terceira maior companhia de aviação do mundo, a Azul, defendeu, em entrevista ao O Globo, o lockdown no Brasil, mas disse que a retomada das atividades no país deve ser planejada e rápida. John Rodgerson disse ainda que antes da pandemia do coronavírus, a empresa costumava operar mil voos por dia. Já este mês, o número reduziu mais que a metade, sendo 400 viagens diariamente.

Apenas do baixo número de voos, John comemora o resultado do leilão de 22 aeroportos distribuídos em 12 estados brasileiros, que aconteceu anteontem. O governo federal arrecadou R$ 3,302 bilhões. O que significa que o valor total ficou 1.673% acima do mínimo esperado, de R$ 186,2 milhões.

"Fiquei animado com o resultado. Mas você precisa ter voos. A Azul tem presença nessas localidades (onde há aeroportos concedidos), quer continuar investindo para aumentar sua presença e desenvolver a aviação regional. Esses aeroportos precisam de investimento e só têm valor se tiver voos."

Rodgerson ainda citou a situação dos Estados Unidos, país que mais vacinou pessoas contra a covid-19 até agora. Segundo o presidente da Azul, o país está "em festa" e já há pessoas circulando nas ruas normalmente, além disso, bares e restaurantes voltaram a funcionar.

Por fim, John disse acreditar que daqui a pouco o Brasil também terá motivos para festejar. "Acredito que o fim chegue em dois ou três meses. Porque haverá uma grande parte da população vacinada. Vejo que a luz no fim do túnel está cada dia mais brilhante."

PUBLICIDADE