PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Mesmo com novo prazo do IR 2021, Congresso ainda pode adiar mais a entrega?

Câmara tem projeto que adia entrega do Imposto de Renda 2021 para julho - Antônio Cruz/Agência Brasil
Câmara tem projeto que adia entrega do Imposto de Renda 2021 para julho Imagem: Antônio Cruz/Agência Brasil

Natália Lázaro

Colaboração para o UOL, em Brasília

12/04/2021 19h05Atualizada em 12/04/2021 19h23

Um projeto no Congresso propõe o adiamento da entrega da declaração do Imposto de Renda 2021 de 30 de abril para 31 de julho. A ideia havia sido aprovada no Senado e ia ter nova discussão na Câmara. Mas o governo se antecipou, e a Receita Federal prorrogou o prazo por conta própria: agora a nova data é 31 de maio.

O que vai acontecer com o projeto do Congresso? Os deputados e senadores ainda podem aprovar novo adiamento até julho? Ou vão desistir da ideia?

Discussão sobre o tema nesta quinta

A negociação do prazo será levantada por deputados durante a reunião de líderes, prevista para quinta-feira (15), às 9h30. Até esta segunda-feira (12), o projeto ainda estava na pauta da Câmara.

O projeto de lei havia sido aprovado na Câmara e no Senado. Porém, devido a alterações realizadas pela relatoria do Senado, o projeto voltou à estaca inicial e tem de passar novamente pela Câmara.

Adiamento para maio seria um meio termo

No ano passado, com a crise sanitária e econômica da covid-19, o governo federal adiou a entrega do IR. Porém, segundo fontes relataram ao UOL, o Ministério da Economia está menos flexível quanto aos prazos neste ano.

Parlamentares também afirmaram que o Ministério da Economia estava tentando barrar a prorrogação para o final de julho. Representantes do ministério tentaram negociação com membros do Congresso, mas não houve acordo.

O adiamento para 31 de maio seria uma forma de conciliar as propostas. E a medida foi bem recebida por deputado e senadores. Por isso o projeto para adiar até julho pode ser retirado do Congresso.

Segundo comunicado do governo, apesar da prorrogação, o cronograma de pagamento das restituições segue o mesmo.