PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

PL aumenta para 45% margem de empréstimo consignado durante a pandemia

Para o deputado Alexandre Leite (DEM-SP), o consignado pode ser única fonte para garantir a sobrevivência durante a crise sanitária  - Agência Câmara
Para o deputado Alexandre Leite (DEM-SP), o consignado pode ser única fonte para garantir a sobrevivência durante a crise sanitária Imagem: Agência Câmara

Colaboração para o UOL

16/04/2021 15h11

Um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados pretende aumentar de 35% para 45% a margem consignável para empréstimo com autorização de desconto no contracheque durante a vigência do estado de calamidade publica declarado em razão da pandemia de covid-19.

O PL 1973/20 é de autoria do deputado Alexandre Leite (DEM-SP). Segundo o parlamentar, a pandemia impossibilitou o planejamento financeiro familiar, transformando "o crédito consignado, por vezes, na única fonte financeira capaz de custear as despesas e garantir a sobrevivência".

O texto acrescenta um artigo à Lei 13.979/20, que trata do enfrentamento à pandemia no Brasil. A proposta foi apresentada depois de o Congresso Nacional reconhecer, por meio de decreto legislativo cuja vigência expirou em 2020, emergência de saúde pública de importância internacional.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; dos Direitos da Pessoa Idosa; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.