PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Doria sanciona o Bolsa do Povo, que prevê auxílio mensal de até R$ 500

Projeto de Lei que cria o Bolsa do Povo foi sancionado pelo governador João Doria hoje - Divulgação/Governo de São Paulo
Projeto de Lei que cria o Bolsa do Povo foi sancionado pelo governador João Doria hoje Imagem: Divulgação/Governo de São Paulo

Colaboração para o UOL

27/05/2021 16h57Atualizada em 27/05/2021 19h15

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sancionou hoje o Projeto de Lei que cria o Bolsa do Povo (PL 17.372/2021). Através dele, o governo do estado poderá pagar benefícios de até R$ 500 por mês para a população mais carente.

O governo do estado espera destinar R$ 1 bilhão em recursos para o programa neste ano. A ideia é atingir até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios do estado.

O Bolsa do Povo vai reunir vários projetos sociais já existentes destinados a pessoas em situação de vulnerabilidade social; são eles:

  • Renda Cidadã
  • Via Rápida
  • Bolsa-Trabalho
  • Ação Jovem
  • Bolsa Talento Esportivo
  • Aluguel Social

O projeto também prevê a contratação de mães e pais nas escolas para ajudar na fiscalização e no cumprimento das medidas sanitárias necessárias para evitar a propagação do novo coronavírus nas unidades.

"Sancionamos a lei que cria o Bolsa do Povo, maior programa social já realizado em SP. A proteção da população vulnerável se tornou ainda mais essencial com a pandemia. Neste ano, vamos destinar R$ 1 bilhão para diversas ações, pagando auxílio de até R$ 500,00 a quem mais precisa", disse Doria, em seus perfis nas redes sociais.

O projeto foi aprovado pela Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) no último dia 4 e aguardava sanção do governador até então.