PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Luiza Trajano diz que foi convidada a concorrer à Presidência da República

Empresária Luiza Trajano diz que não vai aceitar convite, sem entrar em maiores detalhes - Eduardo Knapp/Folhapress
Empresária Luiza Trajano diz que não vai aceitar convite, sem entrar em maiores detalhes Imagem: Eduardo Knapp/Folhapress

Colaboração para o UOL

15/06/2021 10h51Atualizada em 15/06/2021 18h39

Luiza Trajano, presidente do conselho administrativo do Magazine Luiza, disse que foi convidada a concorrer à Presidência da República, mas que não vai aceitar. A declaração foi dada durante entrevista ao programa "AMAR por Mariana Kupfer" no YouTube, sem que a empresária desse detalhes sobre o convite.

Trajano contou que um de seus netos a ligou um dia e disse: "Olha vovó, eu fiquei sabendo que eles estão te convidando para ser presidente do Brasil. Eu até acho você muito competente, mas eu tenho certeza que você não vai aceitar porque vai prejudicar toda a família", narrou ela. Em seguida, a empresária disse que respondeu: "Filho, vovó está sendo convidada. Mas não é por isso que eu vou aceitar."

Na entrevista, ela também afirmou que o movimento Unidos pela Vacina tem um grupo trabalhando no Ministério da Saúde para ajudar na aquisição de mais imunizantes, enquanto outro grupo acompanha o empenho em 5.500 municípios brasileiros. "É a vacina que vai acertar qualquer coisa. E agora só o governo federal de qualquer país pode comprar a vacina", disse Trajano, que lidera o grupo Unidos pela Vacina, o qual não tem relação direta com o Magazine Luiza.

Família de mulheres empreendedoras

A empresária diz que é filha de mulheres empreendedoras em uma época em que isso não era comum, brincando que nunca teve enxoval para casar. "A minha tia tinha mais inteligência de empreendedora, e minha mãe era inteligente emocionalmente. Eu tive a sorte de pegar esses dois lados, acho que me ajudou demais", complementa.

Trajano comenta que sua tia, que também se chama Luiza, tinha o sonho de comprar uma loja para gerar emprego para a família. E foi o que fez em Franca (SP), abrindo uma loja de presentes em um período em que só tinha dinheiro para pagar a primeira prestação. "Ela fez um concurso na rádio e o cliente escolheu 'Magazine Luzia' [como nome da loja]. Então assim, ela só tinha dinheiro pra primeira entrada, mas já começou fazendo marketing, por isso que chama Magazine Luiza", conta.