PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Mídia e Marketing

Agências de propaganda fundam entidade para acompanhar metas de diversidade

Divulgação
Imagem: Divulgação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/06/2021 08h01

Com o objetivo de construir compromissos, metas e programas educativos para ampliar a presença de pessoas LGBTQIA+ no mercado publicitário nacional, agências de propaganda se uniram para fundir o "Observatório da Diversidade na Propaganda".

O objetivo da entidade será "unir o mercado" e "acompanhar a presença desses profissionais na criação desses conteúdos e espaços de decisão". As agências fundadoras do Observatório são AKQA, CuboCC, Dentsu, Gana, Grey Brasil, Mooc, Mutato, New Vegas, Publicis e Soko.

O Observatório ainda contará com o apoio de outras agências —como CB+P Brasil, IPG Mediabrands Brasil e Suno United Creators) e apoiadoras (AlmapBBDO, Africa, Artplan, B&Partners, Brunch, MediaMonks+Circus, DPZ&T, F.biz, FCB Brasil, Gut, Ogilvy, SunsetDDB, Wieden+Kennedy, VMLY&R e WMcCann.

Todas as agências que aderirem ao órgão receberão o selo de "Empresa Aliada". Elas terão dois anos para apresentar resultados práticos, a partir das diretrizes definidas em conjunto pelo Observatório.

Plano de ação será acompanhado

A iniciativa tomou corpo a partir da união de lideranças de agências, comitês de diversidade, anunciantes e plataformas, em abril, em oposição ao Projeto de Lei 504, que tramitou na Assembleia Legislativa de São Paulo e foi enviado às comissões após pressão de diversos setores.

Segundo o Observatório, as empresas fundadoras se reunirão em breve para validar um plano de ação e, ao longo dos primeiros 3 meses, aprovar um plano de metas para direcionar a empregabilidade, consolidação de lideranças e disseminação da cultura LGBTQIA+ no mercado publicitário.

"A fundação do Observatório da Diversidade na Propaganda é um marco no mercado publicitário. Temos a oportunidade de unir, pela primeira vez, as lideranças em torno de uma iniciativa que visa garantir não só nossa existência nas campanhas mas, principalmente, de acelerar nossa inclusão como profissionais que somos", declara Ariel Nobre, consultor responsável por conduzir a materialização da iniciativa.

Mídia e Marketing