PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Mídia e Marketing

Braskem abre espaço para startups que unem sustentabilidade e inovação

Reprodução/LinkedIn
Imagem: Reprodução/LinkedIn

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/07/2021 09h51

Mentoria, capacitação e uma ampla carteira de possíveis clientes. A Braskem deu início, na semana passada, à sétima edição do "Braskem Labs", projeto que tem como principal objetivo apoiar startups que atuem em "negócios sustentáveis criados a partir da química e do plástico".

Este ano, foram selecionadas 20 startups que atuam em áreas como agronegócio, biotecnologia, economia circular, embalagem, infraestrutura e construção civil, química sustentável e saúde. A jornada de atuação em parceria dura cerca de um ano. Esta edição do programa teve a inscrição de cerca de 300 startups.

"O propósito é olhar da porta para fora da empresa, com benefícios e melhoras para assuntos socioambientais", diz Karla Censi, gerente de soluções sustentáveis da Braskem e responsável pelo programa.

Segundo a empresa, o programa já acelerou mais de 90 startups: 34% delas receberam investimento externo e 32% das startups estabeleceram parcerias com a Braskem ou com patrocinadores externos da iniciativa. Não há aporte financeiro da Braskem nas empresas selecionadas.

Pelo terceiro ano consecutivo, o programa tem do Quintessa, uma aceleradora dedicada a negócios de impacto social e ambiental positivo. Além disso, este ano, tem copatrocínio de Grendene, Sherwin-Williams, Oxiteno e da área de consumo da Johnson & Johnson.

O programa nasceu em 2015. Na época, premiava iniciativas positivas de impacto socioambiental. No ano seguinte, foi criado o viés de aceleração.

A partir de 2019, foi dividido entre duas categorias: o "Ignition", para startups em fase de validação do modelo de negócio e o "Scale", para startups em fase de tração e escala.

"Desta forma, alcançamos startups que podem não ter clientes, que estão em momento de testes, e startups mais maduras, que já possuem modelo de negócio e estão em busca de um maior portfólio de clientes", afirma Karla.

A lista das selecionadas para o programa deste ano tem startups com foco em descarte de eletrônicos, a Circular Brain, plataformas de ecommerce, como a FitStock ou sistemas de coletas e projetos de logística reversa, como a Trashin, entre outras soluções.

Mídia e Marketing