Conteúdo publicado há 1 mês

Dona da Burger King faz oferta para possível compra da Starbucks no Brasil

A Zamp, dona das franquias do Burger King e Popeyes no Brasil, enviou proposta para possível compra da Starbucks no Brasil. A proposta foi enviada à SouthRock, responsável pela operação da marca no país, e foi aceita.

O que aconteceu

Informação foi confirmada em comunicado divulgado ao mercado. A Zamp quer averiguar primeiro os ativos antes de realizar uma eventual oferta para a aquisição dos bens e dos direitos que integram as operações das lojas Starbucks no Brasil.

A oferta é chamada de "não vinculante" e significa que há interesse em uma negociação, mas não a obriga de realizá-la, podendo desistir ou não. Os termos da proposta são confidenciais.

As partes se comprometeram a envidar esforços para, caso a Companhia apresente uma proposta vinculante, negociar e celebrar documentos definitivos detalhando os termos e condições da aquisição dos Ativos Starbucks Brasil, a qual estará sujeita aos procedimentos da recuperação judicial, na forma da lei e à celebração de contratos definitivos com a Starbucks Corporation, além de outras condições suspensivas usuais em operações dessa natureza. Trecho do comunicado ao qual o UOL teve acesso

Marca Starbucks no Brasil é operada pela SouthRock. A empresa entrou em recuperação judicial em dezembro do ano passado, com dívidas de R$ 482,7 milhões, junto ao TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo). O processo incluiu algumas das marcas que opera no Brasil, como o Starbucks e o TGI Fridays.

A Subway havia sido deixada de fora. A empresa disse, no mês passado, no entanto, que a recuperação judicial do Subway no país foi requisitada de forma paralela, "mas distribuída por dependência à primeira".

Deixe seu comentário

Só para assinantes