PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

ONS pede para que usinas do país adiem manutenções, diz jornal

Reservatório da usina hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra (MG) - Paulo Whitaker/Reuters
Reservatório da usina hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra (MG) Imagem: Paulo Whitaker/Reuters

Do UOL, em São Paulo

17/07/2021 14h07Atualizada em 17/07/2021 16h47

O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) fez um pedido para que as usinas geradoras de eletricidade do país adiem as manutenções programadas para o segundo semestre deste ano. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

De acordo com a publicação, diversas mensagens foram disparadas para empresas solicitando que as atividades sejam adiadas o máximo possível. Esta seria uma medida para garantir o fornecimento de energia elétrica durante este ano e, consequentemente, evitar o risco de apagões ou racionamentos.

Atualmente, o Brasil está enfrentando uma das maiores secas nas regiões hidrelétricas dos últimos 90 anos. O objetivo da ONS é de que o parque gerador de energia garanta o consumo para o ano inteiro, especialmente em outubro e novembro.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou no final de junho uma MP (Medida Provisória) para adoção de "medidas emergenciais" que têm como meta evitar um apagão no Brasil.

O governo criou um grupo interministerial que "estabelecerá medidas emergenciais para a otimização do uso dos recursos hidroenergéticos, a fim de garantir a continuidade e a segurança do suprimento eletroenergético no País".

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) ainda anunciou no fim do mês passado o aumento em 52% o valor da bandeira vermelha patamar 2, taxa extra cobrada em junho na conta de luz. A partir de julho, a taxa passou de R$ 6,243 por 100 kWh consumidos para R$ 9,49 por 100 kWh.