PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Falso assessor de investimentos que aplicou golpe de R$ 20 mi é preso no ES

Delegados da Polícia Civil Douglas Vieira e Denise Maria Carvalho, durante coletiva de imprensa sobre o caso - Reprodução/ Polícia Civil do ES
Delegados da Polícia Civil Douglas Vieira e Denise Maria Carvalho, durante coletiva de imprensa sobre o caso Imagem: Reprodução/ Polícia Civil do ES

Do UOL, em São Paulo

25/08/2021 21h37Atualizada em 25/08/2021 21h37

Um homem de 52 anos que se apresentava como assessor de investimentos na Grande Vitória, no Espírito Santo, foi preso ontem pela Defa (Delegacia Especializada em Crimes de Defraudações e Falsificações). Ele é suspeito de estelionato ao praticar golpes em pelo menos dez vítimas, que teriam perdido juntas cerca de R$ 20 milhões.

"Era um falso assessor de investimento. Ele oferecia para as pessoas, investimentos vantajosos na bolsa. Ele começou a fazer investimentos a familiares, depois foi sendo divulgado e, como era uma pessoa com dom de persuasão, boa aparência, ele passou a captar mais pessoas", explicou Denise Maria Carvalho durante coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje para falar sobre o caso.

Conforme as investigações, o suspeito atuava como falso assessor de investimentos e convencia as vítimas a lhe entregar dinheiro na promessa de rendimentos mensais em torno de 2% a 3% ao mês. Contudo, ele fazia investimentos em corretoras em conta que estava no seu próprio nome. As vítimas, ao notarem que o dinheiro não estava sendo investido e solicitarem quantias altas, não tinham o dinheiro devolvido.

"A partir [desse] momento elas entendiam que estavam sendo vítimas de um golpe", detalha a delegada. Até o momento, foram localizadas dez vítimas no Espírito Santo, mas há a possibilidade de haver outras que ainda não realizaram denúncias.

Douglas Vieira, delegado titular da Defa, alerta que as pessoas fiquem atentas nesse tipo de golpe, e cita que até mesmo a atriz Juliana Paes já sofreu prejuízos ao ser enganada de forma semelhante. "[Uma das vítimas] É um empresário que emprega um número grande de pessoas e que investiu em 2019 aproximadamente R$ 2,9 milhões", revela Vieira.

"No momento que ele precisou resgatar um valor em março desse ano [...] o dinheiro não apareceu", relata o delegado ao explicar a dinâmica que o suspeito utilizava para enganar as vítimas. Outra pessoa enganada foi uma senhora de 83 anos que teria investido 250 mil reais, além de outra vítima que investiu sozinha mais de 10 milhões de reais desde 2012.

O suspeito estelionatário, que não teve identidade revelada, era monitorado pela Polícia Civil e ontem resolveu se entregar na delegacia dizendo querer colaborar com as investigações, que continuam. Ele foi levado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Viana, na região metropolitana de Vitória.

PUBLICIDADE