PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Guedes diz em Dubai que busca 'petrodólares' para investir no Brasil

Paulo Guedes, ministro da Economia - Adriano Machado/Reuters
Paulo Guedes, ministro da Economia Imagem: Adriano Machado/Reuters

Do UOL, em São Paulo

14/11/2021 11h59

O Brasil está buscando "petrodólares" para financiar investimentos, afirmou hoje o ministro da Economia, Paulo Guedes, durante viagem oficial a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

São chamados de petrodólares os recursos ganhos com a exportação de petróleo, por países do Golfo Pérsico, onde a delegação brasileira está, e outros, como Rússia e Venezuela.

"Aqui estão os petrodólares. Nós fizemos um grande movimento no final da década de 80, depois do choque do petróleo, para pegar essa reciclagem de recursos", afirmou Guedes na abertura de uma feira de aviação, a Dubai Airshow.

"Só que, naquela época, foi com endividamento. Nós fizemos uma expansão da infraestrutura com base em endividamento. Agora nós vamos fazer com participação nos programas de investimento nossos, nas nossas parcerias de investimentos."

O ministro disse acreditar que esse modelo pode atrair recursos para o Brasil. Ele não estimou, no entanto, o volume de petrodólares que o governo pode conseguir.

"O número é difícil. O importante é assegurar a participação deles", afirmou. "Vão estar presentes agora, nos leilões de petróleo e de gás natural que nós vamos fazer", informou.

R$ 700 bilhões

Embora o Brasil dê sinais de desaceleração econômica — com alto desemprego e subida nos juros e na inflação —, Guedes afirmou que o Brasil vai crescer em 2022. Ele mencionou R$ 700 bilhões em investimentos por meio programas de parceria do governo, mas não detalhou de onde virá esse dinheiro.

"O crescimento da economia brasileira já está contratado. Os juros vão subir um pouco para combater a inflação, mas o crescimento está contratado. São R$ 700 bilhões já comprometidos, fora o trabalho que vamos continuar fazendo", disse.

As estimativas para a economia brasileira têm piorado recentemente. Alguns bancos, como o Credit Suisse, já preveem recessão no ano que vem.

Hotel de luxo

hotel de luxo em dubai - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Bolsonaro também participou do evento. Sua comitiva chegou ontem (13) a Dubai para uma viagem de uma semana pelo Oriente Médio que inclui também escalas em Bahrein, Catar e Abu Dhabi.

Nessa viagem oficial, o presidente se hospedou em um dos hoteis mais caros de Dubai, a extravagante cidade no Golfo Pérsico. Embora existam quartos com diária de R$ 76 mil, o presidente dormirá em uma suíte que custa R$ 22 mil por dia bancada pelo emirado.

Ele fez check-in no Habtoor Palace, considerado um dos hotéis cinco estrelas mais luxuosos nos Emirados, onde deve ficar até a próxima terça-feira (16).

O UOL visitou o site do hotel e encontrou uma suíte cuja diária equivale a R$ 76,6 mil, a Sir Winston Churchill Suite. Nela, diz o site, há três quartos nos andares mais altos com vista para um jardim paisagístico.

PUBLICIDADE