PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Bar chama atenção ao pendurar lista de devedores na porta: 'Calotes 2021'

Placas de aviso e com a lista dos nomes de devedores colocadas em frente a um bar de Sorocaba (SP) - Reprodução/Facebook
Placas de aviso e com a lista dos nomes de devedores colocadas em frente a um bar de Sorocaba (SP) Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

15/12/2021 09h46Atualizada em 15/12/2021 16h01

Primeiro, um anúncio de que a lista de "caloteiros" de um bar de Sorocaba sairia em 10 de dezembro fez sucesso nas redes sociais. Agora, a relação com os nomes de devedores foi de fato postada, e chamou atenção nas redes sociais — mesmo que o Código do Consumidor vete esse tipo de cobrança.

A Adega do Márcio, localizada na cidade do interior paulista, viralizou quando o estudante Nicolas Pereira fez o post original, em 13 de novembro, anunciando que o dono do bar divulgaria o nome dos clientes com dívidas na porta do estabelecimento.

A publicação do rapaz teve mais de 9 mil compartilhamentos.

Post feito pelo adolescente viralizou ao anunciar a divulgação da lista de devedores - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Post feito pelo adolescente viralizou ao anunciar a divulgação da lista de devedores
Imagem: Reprodução/Facebook

Como prometido, no dia 10 de dezembro o dono do bar pendurou uma lista com os nomes dos devedores. Na lista, intitulada "Calote 2021", Márcio escreve o quanto recebeu depois do aviso e lista os nomes que não acertaram as contas.

Ao todo, as dívidas em aberto somavam R$ 2.363,50 até o dia em que ele anunciou que divulgaria os nomes. Até o dia 10, ele diz ter recebido R$ 2.165,50.

Os quatro devedores que ainda não acertaram as contas têm até o dia 31, segundo Márcio, para quitar as dívidas.

A lista foi compartilhada em diversos perfis nas redes sociais.

Apesar do tom de brincadeira, é preciso cuidado na hora de cobrar dívidas. O artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor garante direitos também aos devedores:

Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

PUBLICIDADE