IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Sindicatos venderão botijão de gás a R$ 73, em ação crítica à Petrobras

A R$ 73, os botijões estarão disponíveis em seis cidades diferentes - Lucas Lacaz Ruiz/Estadão Conteúdo
A R$ 73, os botijões estarão disponíveis em seis cidades diferentes Imagem: Lucas Lacaz Ruiz/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

13/04/2022 15h34

Em oposição à política de preços da Petrobras, sindicatos de petroleiros venderão botijões de gás de cozinha a R$ 73 nesta quinta-feira (14). Os produtos serão comercializados em seis cidades de quatro estados diferentes. A ação é iniciativa da FNP (Federação Nacional dos Petroleiros) e do OSP (Observatório Social da Petrobras), ligado à FNP.

O preço das organizações é, de acordo com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), 51% menor que o valor máximo dos botijões no mercado geral. No entanto, apenas 850 unidades serão vendidas.

Segundo as organizações, a ação busca auxiliar famílias carentes e informar a população sobre o PPI (Preço de Paridade de Importação), a política usada pela Petrobras para definir os preços do gás e dos combustíveis, atrelada ao dólar e à cotação do petróleo no mercado internacional. Para Adaedson Costa, secretário-geral da FNP, essa política é uma "contradição absurda".

"Por causa do PPI, os combustíveis são vendidos no Brasil como se fossem produtos importados. E isso é uma contradição absurda, já que produzimos cerca de 80% de todo combustível consumido em nosso país e importamos apenas 20%", explicou, sinalizando que a ação solidária também será uma forma de protesto.

Durante as retiradas de botijões, os presentes poderão participar de bate-papos e receberão panfletos explicando sobre o preço do gás de cozinha sem PPI, além de informar que, neste ano, o GLP já aumentou 11%, o equivalente a R$ 11,26.

Preço atual e sem PPI

Na última semana, segundo informações do ANP, em alguns municípios de Santa Catarina, Mato Grosso, Rondônia e Pará, o botijão de 13 quilos de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o gás de cozinha, era vendido a R$ 150. Porém, segundo Eric Gil Dantas, do OSP e do Ibeps (Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais), é "possível" colocar em prática o preço sem PPI.

"O preço sem PPI é necessário e possível de ser praticado. A atual estrutura de custos da Petrobras permite cobrar valores bem mais em conta para os brasileiros. O pré-sal nos deu grande quantidade de insumos a baixos custos, que podem ser transformados em combustível e GLP, graças ao nosso grande parque de refino", afirmou.

Com isso em mente, o próprio Ibeps atuou na definição do preço de R$ 73, baseando-se completamente em uma análise dos custos da estatal Petrobras, removendo o PPI, mas considerando lucro para distribuidores, revendedores e para a estatal.

Onde comprar e como participar da campanha?

A ação, batizada de "Dia Nacional do Gás a Preço sem PPI", faz parte da campanha "Petrobras para os brasileiros", das duas organizações. Essa movimentação, organizada pelos sindicatos da FNP, estará presente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Alagoas e Amazonas, nas cidades citadas abaixo.

  • São José dos Campos (SP): com 150 botijões disponíveis, famílias podem comprar só um, em dinheiro ou débito, apresentando comprovante de endereço. A ação começa vai das 10h até 15h, na Rua Fauze Dimas Lumumbá Gonçalves, 578, Jardim Santa Inês I;
  • Cubatão (SP): serão 150 botijões disponíveis, porém, os interessados devem fazer cadastro hoje na Associação dos Trabalhadores Desempregados, em Rua Cidade de Pinhal, 68, Centro. A retirada começa às 9h amanhã, no mesmo local;
  • São Sebastião (SP): em Rua José Machado Rosa, 12, esquina com Rua São Benedito, serão vendidos 150 botijões após cadastro;
  • Maceió (AL): a partir das 9h, amanhã, 200 botijões serão vendidos, após efetuação de cadastro e retirada de cupons, na Praça Cícero;
  • Rio de Janeiro (RJ): começando às 10h de amanhã, interessados podem fazer cadastro, retirar cupons e comprar o gás na Comunidade Beira Rio, no Jardim América. Serão disponibilizados 100 botijões;
  • Manaus (AM): o cadastro e a retirada do cupom devem ser feitos nesta quarta-feira, dia 13, a partir das 15h, no Bruno Gás, que fica na Rua Thomas Edson, 33, bairro Planalto. A venda do gás é a partir das 8h, neste mesmo local. A ação será direcionada, principalmente, a beneficiários de programas sociais, com a distribuição de 100 botijões.