PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

18ª pessoa mais rica do país, bilionário vira réu por sonegação de imposto

Foto ilustrativa mostra fachada da Petrobras - Getty Images
Foto ilustrativa mostra fachada da Petrobras Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/05/2022 15h21

O investidor José João Abdalla Filho, 76, que ocupa o posto de 18ª pessoa mais rica do Brasil, com fortuna de US$ 2,8 bilhões (R$ 13,77 bilhões) no ranking da Forbes, tornou-se réu por sonegação de impostos. Segundo informações do MPF (Ministério Público Federal), ele tem uma dívida de mais de R$ 14,7 milhões com a Receita Federal.

Abdalla é dono de fatias de várias empresas brasileiras, como Petrobras, Eletrobras e Cemig, que ele compra por meio do seu banco, o Banco Clássico.

Além disso, foi eleito recentemente para integrar o conselho de administração da petroleira. Ele consta no expediente da estatal como "membro independente" e "indicado pelos acionistas minoritários detentores de ações ordinárias".

A denúncia elaborada pelo MPF contra Abdalla é referente ao período em que foi gestor da Agro Imobiliária Avanhandava, entre 2007 e 2009. Ele se tornou réu no processo junto ao administrador da empresa, José Augusto Otoboni.

Abdalla é conhecido também como Juca e é filho de J. J. Abdalla, banqueiro, empresário e político. Com a morte do pai, em 1988, o filho utilizou parte do dinheiro herdado para fundar o Banco Clássico.

Apesar da riqueza, Abdalla é considerado discreto e não é comumente visto em círculos sociais ou eventos extravagantes.

O UOL entrou em contato com a Petrobras e com o Banco Clássico, que pertence a Abdalla e atualizará a reportagem caso haja resposta. A reportagem também busca contato com o banqueiro.