PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Veteranos e bilionários: ricaços mais velhos do mundo têm algo em comum

George Joseph, o bilionário mais velho do mundo - Divulgação
George Joseph, o bilionário mais velho do mundo Imagem: Divulgação

Rosália Vasconcelos

Colaboração para o UOL, de Recife (PE)

20/06/2022 04h00Atualizada em 20/06/2022 15h38

A lista de bilionários da Forbes de 2022 traz 2.668 nomes de magnatas dos mais diferentes ramos de negócio, com faixa etária que varia de 19 a 100 anos, mas dez deles chamam a atenção por terem mais de 95 anos. São os bilionários mais velhos do mundo, que, juntos, valem mais de US$ 34 bilhões.

E uma curiosidade que quase todos eles têm em comum: eles dedicaram anos da vida servindo em combate na Segunda Guerra Mundial, antes de se formarem em universidades e abrirem seus lucrativos negócios.

Veja quem entra nessa lista:

George Joseph

O norte-americano é considerado o bilionário mais velho do mundo, atualmente com 100 anos. É o fundador da Mercury General, uma empresa de seguros com US$ 3,5 bilhões em receitas anuais.

Seu patrimônio líquido gira em torno de US$ 1,7 bilhão, segundo a Forbes, o que representa uma queda em relação ao ano passado, quando sua fortuna estava em US$ 2 bilhões.

Sua trajetória foi marcada por eventos importantes. Primeiro, cresceu em meio à Grande Depressão dos EUA, depois atuou como navegador de voo durante a Segunda Guerra Mundial. Por fim, após o fim do conflito, formou-se em Harvard com especialização em matemática e física em 1949.

Charles Munger

Charles Munger, advogado escolhido por Bill Gates para representá-lo no divórcio com Melinda - Reprodução/Twitter/@m_franceschetti - Reprodução/Twitter/@m_franceschetti
Charles Munger
Imagem: Reprodução/Twitter/@m_franceschetti

Munger é o braço direito do também bilionário Warren Buffett (91 anos). Com 98 anos, possui uma fortuna avaliada em US$ 2,5 bilhões —ano passado eram US$ 2 bi.

Atualmente, é vice-presidente da Berkshire Hathaway, que gere empresas subsidiárias, mas também preside a editora de jornais Daily Journal Corp., e faz parte do conselho da varejista Costco.

Assim como Joseph, participou da Segunda Guerra Mundial, como meteorologista do Exército. Só mais tarde formou-se na Harvard Law School e conheceu Buffett em um jantar, em 1959.

David Murdock

Aos 98 anos, reúne uma fortuna estimada em US$ 2,3 bilhões após mais de 35 anos à frente da presidência da empresa do setor agrícola Dole PLC. Ele deixou o cargo ano passado, antes do IPO da empresa.

Após um período no exército, durante a Segunda Guerra Mundial, obteve um pequeno lucro comprando e vendendo um restaurante. Mais tarde, dedicou-se a propriedades no Arizona e, por fim, construiu uma coleção de imóveis também na Califórnia e no Havaí.

O magnata prometeu viver até os 125 anos e, por isso, doou pesadamente para pesquisas sobre longevidade. Murdock, que é disléxico, abandonou o ensino médio na nona série, trabalhou em um posto de gasolina antes de ser convocado para o Exército e hoje coleciona cavalos árabes.

S. Daniel Abraham

O fundador da Slim-Fast está com 97 anos e mantém uma riqueza de US$ 2 bilhões, um valor que permaneceu o mesmo nos últimos cinco anos.

No ano 2000, Abraham vendeu a empresa de perda de peso e substitutos de refeições para a Unilever por US$ 2,3 bilhões e, desde então, adotou uma abordagem de investimento avessa ao risco.

Hoje mantém a maior parte de sua fortuna em dinheiro e investimentos fáceis de resgatar. Em 2016, doou US$ 3 milhões para a campanha presidencial de Hillary Clinton.

Assim como os colegas de geração, lutou na Segunda Guerra. Foi soldado de infantaria no Exército dos EUA. Fundou e preside o Centro S. Daniel Abraham para a Paz no Oriente Médio, que defende uma solução pacífica para o conflito árabe-israelense.

Fora da Segunda Guerra

A lista da Forbes tem outros bilionários com mais de 90 anos, mas que não lutaram na Segunda Guerra. Veja:

Robert Kuok

48º colocado - Robert Kuok (US$ 17 bi) - Reprodução - Reprodução
Robert Kuok
Imagem: Reprodução

Com uma fortuna de US$ 11,1 bilhões, o segundo bilionário mais velho do mundo, com 98 anos, é o homem mais rico da Malásia e o mais rico entre os 10 bilionários mais velhos.

Kuok começou sua carreira no comércio de arroz, açúcar e farinha de trigo em 1949. Passou a investir em óleo de palma, hotéis e imóveis, lançando no mercado o Kuok Group, de onde vem toda sua riqueza.

O grupo hoje tem participações em hotéis, imóveis e commodities. Em 1971, ele fundou a rede Shangri-La Hotels and Resorts de renome internacional em Singapura.

John Farber

John Farber - Reprodução - Reprodução
John Farber
Imagem: Reprodução

John Farber é o presidente da ICC Industries, que comercializa produtos químicos básicos e especiais. Ele começou em 1952 com uma divisão de comércio de produtos químicos da empresa do sogro, voltada para exportação e importação de têxteis.

Farber e sua família deixaram a Romênia depois que o negócio de seu pai foi nacionalizado após a Segunda Guerra Mundial. Ele readquiriu a empresa na década de 1990 e fez doutorado em química de polímeros no Instituto Politécnico do Brooklyn.

Atualmente está com 96 anos e uma fortuna avaliada em US$ 1,5 bilhão.

Masatoshi Ito

Com 98 anos, é o presidente honorário da Seven & I Holdings, uma das maiores empresas de varejo do Japão. A empresa é mais conhecida por suas milhares de lojas de conveniência 7-Eleven no Japão, Estados Unidos e China.

Ito viu sua riqueza aumentar de US$ 4 bilhões para US$ 4,2 bilhões em 2022.

Ana Maria Brescia Cafferata

Com 98 anos e dona de US$ 1,5 bilhão, Ana é a mulher bilionária mais velha do mundo.

Ela detém 30% do Grupo Breca, empresa peruana com participações em imóveis, finanças, hotéis, mineração e agricultura.

Seu pai nasceu em uma família pobre e se casou com herdeira do ramo de mineração e filha do cônsul italiano na cidade de Huaraz.

Ana, no entanto, nunca casou nem teve filhos.

Ted Lerner

Ted Lerner - Reprodução - Reprodução
Ted Lerner
Imagem: Reprodução

O empresário Ted Lerner, 96 anos, criou a imobiliária Lerner em 1952. Hoje a empresa é líder no setor. A riqueza dele caiu de US$ 4,8 bilhões para US$ 4,5 bilhões entre 2021 e 2022.

Em 2006, virou dono do time de beisebol Washington Nationals. Em junho de 2018, passou o controle da equipe para o filho Mark e se dedicou ainda mais à filantropia.

Stephen Jarislowsky

Jarislowsky fundou a empresa de gestão de investimentos com seu nome em 1955. Sua riqueza anda estável em US$ 1,8 bilhão em 2022, quando completou 96 anos.

Ele possui uma coleção de arte considerável, que é composta em grande parte por peças canadenses, mas também jade chinês e impressionismo francês. Jarislowsky é dono da Marina Island no Estreito da Geórgia, perto de Vancouver.

Jarislowsky foi cofundador da Canadian Coalition for Good Governance em 2002 e é diretor honorário.

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
A foto da Ana Maria Brescia Cafferata estava errada, o texto já foi corrigido.