PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

'Tem que acabar a molezinha': vice da Caixa filma e constrange servidores

Cláudio Saliturno, vice-presidente da área de Tecnologia e Digital da Caixa - Reprodução
Cláudio Saliturno, vice-presidente da área de Tecnologia e Digital da Caixa Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

05/07/2022 13h43Atualizada em 05/07/2022 14h57

Dois vídeos e um áudio publicados pelo jornalista Ricardo Noblat, no site Metrópoles, mostram o vice-presidente da área de Tecnologia e Digital da Caixa Econômica Federal, Cláudio Salituro, usando palavrões ao se dirigir a servidores do banco e, de acordo com o portal, constrangendo os funcionários. As imagens foram feitas pelo próprio Salituro. No caso do áudio, não é possível dizer quem gravou a conversa.

Em um dos vídeos, Salituro questiona um funcionário do setor de mudanças, que cuida da gestão de dados da Caixa. "O que a mudança tá fazendo no DataCenter? Tu vai lá no servidor e coloca alguma porra?", pergunta o vice-presidente. "O que esse cara bacana tá fazendo aqui?", emenda Salituro ao falar olhando para a câmera.

No outro vídeo, ele pergunta por que um funcionário estava "escondido" em um setor onde não trabalhava. "Tá fazendo o quê aqui? Tava escondido aqui por quê? Provavelmente tu mora aqui perto, né?", questionou Salituro. Ao se dirigir a outro servidor, ele reforça a pergunta: "Mora aqui perto?"

"Não, nem tão perto", responde o funcionário. "Tem que acabar com essa molezinha aqui", comenta o vice-presidente de Tecnologia.

No áudio, por fim, Salituro reclama de uma orientação que, de acordo com a gravação, dois de seus funcionários não tinham entendido. "Caralho! Porque se não entenderam isso? Eu tenho um problema de português", disse.

Os funcionários tentam conversar com o chefe, mas são interrompidos na sequência.

"Por isso que eu tô certificando. Se eu falei que é a coisa mais importante, caralho! É qualquer coisa. Se vocês não conseguem entender o que é mais importante... O que é mais importante na vida de vocês? Seus filhos. Qualquer coisa que aconteça com seu filho, você quer saber. Então, assim, ficou claro agora? Porra! Não é possível que não entendam o que eu falo", afirmou Salituro.

Procurada pelo Metrópoles, a Caixa disse que "todas as informações serão encaminhadas para análise da Corregedoria do banco, bem como pela empresa independente a ser contratada pela nova gestão". O UOL também entrou em contato com o banco e aguarda retorno.