IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Alckmin defende reforma tributária neste ano: 'Temos manicômio tributário'

Do UOL*, em São Paulo

16/01/2023 13h11Atualizada em 16/01/2023 16h18

O vice-presidente e ministro da Indústria, Geraldo Alckmin, afirmou hoje que o presidente Lula (PT) não vai revogar as reformas trabalhista e previdenciária já aprovadas, e defendeu uma reforma tributária ainda neste ano.

A reforma tributária não é do governo, nem da oposição, é do país. É senso comum que precisamos sair desse cipoal tributário, temos um verdadeiro manicômio tributário. As reformas vão nesse sentido, de simplificar e trazer mais segurança jurídica."
Geraldo Alckmin

A fala aconteceu após uma reunião com empresários na sede da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na capital paulista.

"Foi feita a reforma trabalhista, o presidente Lula tem colocado, não vai revogar nem trabalhista nem previdenciária, o que você pode é aprimorar", declarou.

"O caminho é avançarmos na terceira reforma —feita a trabalhista e a previdenciária— é a reforma tributária. E aí o papel da sociedade civil organizada será fundamental para a gente poder caminhar", acrescentou.

Alckmin disse que irá trabalhar para acabar com a cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Ele destacou que o IPI não foi incluído na lista de medidas fiscais apresentadas na semana passada pelo ministério da Fazenda, e agora o próximo passo será buscar o fim do tributo, como pede há anos o setor industrial.

*Com Reuters e Estadão Conteúdo