IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Ex-presidente do BC, Meirelles critica Lula por ataques: 'Ruído negativo'

Henrique Meirelles foi presidente do BC durante os governos de Lula - Leco Viana/TheNews2/Estadão Conteúdo
Henrique Meirelles foi presidente do BC durante os governos de Lula Imagem: Leco Viana/TheNews2/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

08/02/2023 08h27

Henrique Meirelles afirmou em entrevista à revista Veja que, ao atacar a independência do BC (Banco Central) e dizer que as metas fiscais estão baixas, o presidente Lula (PT) "só prejudica o trabalho da autarquia".

Criticar inutilmente a independência funciona negativamente, prejudica as expectativas e gera ruído negativo. Só serve para isso sem o presidente mandar um projeto para rever a autonomia. O presidente dá palpites com intenção política."

Meirelles avalia que Fernando Haddad (Fazenda) sabe do impacto das críticas. "[Haddad] tem noção de que esses ruídos e críticas apenas impactam negativamente e têm efeito oposto", afirmou.

Após a divulgação da ata do Copom (Comitê de Política Monetária) do BC nesta terça-feira (7), Haddad disse que o banco estatal mencionou pontos importantes do trabalho do governo e foi "mais amigável".

A ata veio melhor do que o comunicado (divulgado na última semana), uma ata mais extensa, mais analítica, colocando pontos importantes sobre o trabalho do Ministério da Fazenda, uma ata mais amigável em relação aos próximos passos a serem tomados." Ministro Fernando Haddad (Fazenda), em entrevista a jornalistas

O ministro afirmou ainda que apresentará em fevereiro a Lula uma "boa reforma" de instrumentos de crédito.

Ao UOL Entrevista, Gilberto Kassab avaliou Lula tem sinalizado uma guinada na economia com falas como a que ele criticou a taxa básica de juros, definida pelo BC.

O presidente Lula nesses primeiros dias tem demonstrado, em relação à economia, que quer dar uma guinada, e isso é muito perigoso. Está faltando sintonia entre ele e o ministro [da Fazenda, Fernando] Haddad. Pode gerar entre os investidores uma intranquilidade, insegurança. Não é bom para o país."