Dívidas de Ronaldinho Gaúcho renderiam juros milionários no cartão

O ex-jogador e empresário Ronaldinho Gaúcho tem, aproximadamente, R$ 8 milhões em dívidas ainda não quitadas. O levantamento foi feito pelo UOL com base em informações de processos públicos em andamento contra o craque. Se os débitos fossem em cartões de crédito, a soma passaria de R$ 46 milhões.

O que aconteceu

A prefeitura de Porto Alegre confirmou à reportagem que o ex-jogador tem débitos que somam R$ 7,1 milhões na Dívida Ativa, principalmente em não pagamento de impostos. Em 2019, a administração havia publicado que o ex-jogador havia feito um acordo para pagamento parcelado após um processo judicial (o valor, conforme publicado pelo UOL na época, chegava a R$ 5,7 milhões)

Também tem dívidas de mais R$ 1,06 milhão com a Receita Federal. Além disso, a Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou que dois imóveis — um na zona Oeste do Rio e outro em Xangri-lá (RS) — sejam penhorados para pagamento. A assessoria do jogador foi procurada para tentar confirmar outros valores devidos, mas não teve resposta até a publicação. O texto será atualizado se algum posicionamento for encaminhado.

Os valores judiciais são corrigidos por juros conforme índice definido em cada decisão. É o que explica o advogado José Ricardo Armentano, do escritório Morad Advocacia Empresarial. Considerando que essas são as dívidas publicamente conhecidas, e arredondando o valor para R$ 8 milhões, a reportagem pediu para a economista e professora do curso de Economia da Universidade Positivo, Leide Albergoni, simular o valor se as dívidas fossem em modalidades mais comuns, como empréstimos e cartão de crédito.

Quais são os juros de dívidas com a Receita Federal

A economista explica que o valor é reajustado com base na Selic + 1% ao mês. Nesse caso, considerando a taxa básica de juros do país em 12,25% ao ano, o total seria de 26,62% ao ano. Portanto, se o valor atual não for quitado, a dívida aumentaria para R$ 10,26 milhões após um ano.

Qual seria a dívida em outros empréstimos

A taxa de juros de um financiamento imobiliário está em 15,64% ao ano. Neste cenário, se Ronaldinho Gaúcho tivesse a dívida atrelada a essa modalidade, o total seria de R$ 9,63 milhões.

No empréstimo consignado, a dívida passaria para R$ 10,4 milhões. Se Ronaldinho Gaúcho tivesse feito um empréstimo consignado, aquele com desconto em folha de pagamento, a dívida aumentaria 28,79%, e esse seria o valor considerando a data de produção da reportagem, dezembro de 2023.

Continua após a publicidade

A opção pelo empréstimo pessoal — sem desconto em folha de pagamento — tem juros ainda mais elevados, de 142,25%. Portanto, conforme os cálculos feitos por Leide, o ex-jogador teria dívida de R$ 19,62 milhões.

Caso os R$ 8 milhões fossem devidos no cartão de crédito, a situação seria pior. Com o juros do rotativo em 469,44% por ano, Ronaldinho Gaúcho estaria devendo R$ 46,12 milhões.

Histórico

É importante ressaltar que o valor de R$ 8 milhões foi baseado em um arredondamento da dívida confirmada pela prefeitura de Porto Alegre (RS) com a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro. Mas há outros processos. Em 2022, uma reportagem do UOL Esporte apontou que 85 processos judiciais estavam vinculados ao ex-jogador. Não foi possível confirmar o andamento de todos os processos, especialmente daqueles em que a decisão foi por pagamento de indenização ou cobrança de dívidas.

Também está envolvido na CPI das Pirâmides Financeiras. A CPI pediu quebra de sigilo bancário e o indiciamento do ex-jogador e do irmão, Assis, por suposto esquema de pirâmide financeira na empresa 18k Ronaldinho, que prometia até 400% de lucro mensal por investimento em criptomoedas. Em depoimento à CPI, ele negou envolvimento e disse que teve o nome usado indevidamente.

Há outra disputa jurídica, mas a favor do jogador, contra o Atlético-MG, último clube em que atuou. O ex-jogador deixou o time em 2014 e recebeu a rescisão do vínculo profissional. Os direitos de imagem estavam sendo pagos até 2017. Três acordos foram feitos, até que em 2022, sem receber, Ronaldinho processou o clube.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes