Conteúdo publicado há 1 mês

PF prende suspeito de movimentar R$ 13 bilhões em criptomoedas

A PF prendeu nesta madrugada um homem suspeito de lavagem de dinheiro por meio de criptoativos. Segundo a corporação, uma das empresas do investigado teria movimentado mais de R$ 13 bilhões em quatro anos.

O que aconteceu

Operador financeiro foi preso preventivamente no aeroporto de Guarulhos, ao tentar embarcar em voo para Dubai. O homem estava morando na capital dos Emirados Árabes para poder continuar "práticas criminosas", segundo a PF.

Suspeito recebia dinheiro de origem ilícita e disponibilizava como criptomoedas. Assim, era possível falsificar e ocultar a origem dos recursos, que a PF suspeita que tenham vindo do tráfico de drogas e outros crimes.

Empresa do homem movimentou mais de R$ 13 bilhões entre 2017 e 2021, sem apresentar notas fiscais compatíveis. Só nos últimos dez meses, ele teria movimentado mais de R$ 1,4 bilhão.

Ele vai responder pelos crimes de falsidade ideológica, evasão de divisas, funcionamento irregular de instituição financeira e falsa identidade em operação de câmbio. A PF investiga a quadrilha das criptomoedas desde 2022, quando deflagrou a operação Colossus.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes