Penny e nickel... Por que as moedas de dólar não têm número nos EUA?

Depois de aprender a falar "the book is on the table", uma outra lição básica dos cursinhos de inglês é aprender a identificar o valor das moedas de dólar. Deveria ser fácil, mas não é bem assim.

Isso porque, nos Estados Unidos, os valores das moedas estão escritos apenas por extenso, nenhuma delas tem a indicação em algarismos como acontece no real. Quem explicou isso foi o Felipe Branco Cruz, na coluna Cara ou Coroa —ele ensina passo a passo como identificar cada uma das moedas dos EUA.

O que se lê nas moedas é um "apelido", como em "one dime", que vale dez centavos.

A palavra "cent", por exemplo, só aparece escrita em duas moedas: de 1 (one) e 5 (five) "cents". Mas, nas ruas, elas são popularmente chamadas por outros nomes: "penny" e "nickel".

Já as moedas de 25 e 50 são conhecidas como "quarto de dólar" e "meio dólar". E é desse jeito que seus valores estão escritos: "quarter dollar" e "half dollar".

Como as moedas têm o mesmo formato e tamanho há centenas de anos, para os americanos, é fácil identificá-las. Mas os turistas, não só brasileiros, quebram a cabeça.

Por que as moedas são assim

Nem a United States Mint (a casa da moeda americana) sabe responder. De acordo com uma reportagem do site "How The Stuff Works" (Como As Coisas Funcionam), a única vez em que alguma autoridade deu alguma declaração oficial sobre o assunto foi por meio da embaixada americana no Japão. Os diplomatas divulgaram um documento para explicar aos japoneses as diferenças das moedas americanas (mas este documento já não está mais disponível no site da embaixada).

Nós não temos nenhuma informação disponível sobre o porquê de os Estados Unidos mostrarem o valor por extenso das moedas em vez de números. Eventualmente, a United States Mint usa uma descrição numérica em algumas de nossas moedas. Entretanto, esta é uma exceção, e não a regra.

Continua após a publicidade

Outra hipótese: tradição

Antes da independência dos EUA, uma das moedas do país era a libra esterlina. O design pode ter seguido o padrão da libra da metrópole britânica, que não exibe em suas moedas os valores em algarismos (com exceção das que foram fabricadas entre 1971 e 2008).

Não existe nenhuma lei nos EUA que obrigue ou proíba a inserção dos valores em algarismos. Mas há uma lei federal especificando as frases que obrigatoriamente devem aparecer em todas as moedas, além da data de cunhagem. São elas:

  • "In God We Trust" (Em Deus Nós Confiamos)
  • "Liberty" (Liberdade)
  • "United States of America" (Estados Unidos da América)
  • "E Pluribus Unum" (o lema nacional do país, que em latim significa: "De Muitos, Um")

A lei também define detalhes específicos, como tamanho, peso, espessura e a composição dos metais. Com tantas exigências legais para serem exibidas nas moedas americanas, sobra pouco espaço extra, mesmo para um número pequeno.

A única exceção é a moeda de US$ 1. Nos novos modelos, a inscrição $ 1 aparece bem pequenininha. Já foram lançados, no entanto, vários modelos de moedas de um dólar e maioria deles não tinha o valor em algarismos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes