Conteúdo publicado há 1 mês

Fazenda nega invasão ao sistema de pagamentos do governo: 'Sem prejuízos'

O Ministério da Fazenda negou que tenha havido invasão ao Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira) e que tenham sido desviados recursos do governo federal.

O que aconteceu

A Secretaria do Tesouro Nacional disse que não houve invasão aos dados, mas sim "uma utilização indevida de credenciais obtidas de modo irregular". Em nota, o órgão explicou que as tentativas de realizar operações na plataforma foram identificadas e afirmou que "não causaram prejuízos à integridade" do Siafi.

Reforço no sistema. O Tesouro Nacional ressaltou que, após o episódio, foram implementadas "ações adicionais para reforçar a segurança do sistema" e que instaurou apuração para investigar os responsáveis pelo ocorrido.

O episódio não configura uma invasão, mas sim uma utilização indevida de credenciais obtidas de modo irregular. As tentativas de realizar operações na plataforma foram identificadas e não causaram prejuízos à integridade do sistema. Todas as medidas necessárias vêm sendo tomadas pela STN [Secretaria do Tesouro Nacional] em resposta ao caso, incluindo a implementação de ações adicionais para reforçar a segurança do sistema.
Tesouro Nacional em nota

Entenda o caso

A Secretaria do Tesouro Nacional se manifestou após a divulgação na imprensa de que a Polícia Federal investiga suposta invasão ao sistema de administração do governo federal em abril. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, os investigadores apuram se os autores do ataque conseguiram emitir ordens bancárias e desviar recursos da União.

Coleta de dados sem autorização. A PF, com o apoio da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), busca identificar se os responsáveis coletaram dados sem autorização por meio de um sistema de pesca de senhas. Ainda segundo a Folha, a suspeita é que essa coleta se estendeu por meses até os responsáveis reunirem um volume considerável de senhas para fazer o ataque neste mês.

Em nota, a Polícia Federal informou que "foi instaurado inquérito e as investigações estão sob sigilo". O Siafi, gerido pelo Tesouro Nacional, é o principal instrumento utilizado para registro, acompanhamento e controle da execução orçamentária, financeira e patrimonial do governo federal.

Deixe seu comentário

Só para assinantes