Bolsas

Câmbio

Juros negativos forçam bancos centrais a assumir mais risco, mostra pesquisa

Patrick Graham

LONDRES, 19 Abr (Reuters) - Taxas de juros negativas nos países desenvolvidos têm forçado autoridades de bancos centrais a tomar mais riscos enquanto lutam para manter o valor de seus trilhões de dólares em ativos que mantêm como reservas, mostrou uma pesquisa nesta terça-feira (19).

A pesquisa com 77 autoridades, responsáveis por reservas avaliadas em US$ 6 trilhões, também mostrou que 32 bancos centrais estão investindo agora no yuan chinês, acima do número de 20 anos atrás, antes da decisão do Fundo Monetário Internacional (FMI) de incluí-lo em sua cesta de moedas.

Os juros negativos predominantes no Japão e em vários mercados europeus têm forçado as autoridades a retirar capital de alguns mercados cambiais e a levá-lo para mercados onde eles não tendiam a investir antes, mostrou o relatório.

"As autoridades que cuidam das reservas estão navegando em um ambiente de rápida evolução e sem precedentes. Como resultado, muitos têm feito mudanças significativas em seus portfólios ao longo do último ano", disse o chefe global de bancos centrais, riqueza nacional e fundos públicos do HSBC, Christian Deseglise, comentando o relatório.

Cerca de 80% dos entrevistados pela editora Central Banking Publications disse que a tendência de juros negativos tem tido um impacto sobre a estratégia de gestão de reservas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos