Após susto inicial com Trump, ações de bancos nos EUA atingem níveis de 2008

Noel Randewich

(Reuters) - As ações do setor bancário dos Estados Unidos subiram nesta quinta-feira a níveis não registrados desde a crise financeira de 2008, levando o Dow Jones a um patamar histórico, enquanto as ações tecnológicas caíram, num momento em que Wall Street reorganizou suas apostas para se beneficiar da Presidência de Donald Trump.

O índice Dow Jones subiu 1,17%, encerrando em 18.807 pontos. O S&P 500 teve alta de 0,2%, para 2.167, e o Nasdaq Composite caiu 0,81%, a 5.208.

O setor financeiro do S&P 500 subiu 3,70%, para seu maior nível desde a crise financeira de 2008, levando seu ganho desde a vitória surpresa de Trump na eleição de terça-feira para 7,9%, o maior ganho em dois dias desde 2011.

Trump tem se posicionado ao lado de conservadores importantes ao pedir a revogação da Lei de Reforma Financeira Dodd-Frank de 2010, a qual os bancos amplamente se opõem.

"A campanha Trump disse que iria revogar a Dodd-Frank. As taxas estão mais altas e a curva de rendimentos está mais acentuada, tudo isso é bom para os bancos", disse Warren West, diretor da Greentree Brokerage Services na Filadélfia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos