Bolsas

Câmbio

Mercados chineses avançam com setor de matérias-primas

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - O principal índice de ações da China encerrou esta segunda-feira (23) na máxima de duas semanas, mas reverteu alguns de seus ganhos anteriores com volume de negócios reduzido, uma vez que os investidores estavam relutantes em adotar novas posições antes do maior feriado do país.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,27%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,43%.

A maioria dos setores ficou praticamente estável, mas os ganhos foram liderados pelo setor de matérias-primas, sustentado pelo dólar muito fraco.

O dólar recuou fortemente nesta segunda-feira, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, adotou um tom protecionista em seu discurso de posse, minando o otimismo sobre a economia norte-americana que vinha sendo estimulada por suas promessas de cortes de imposto e de outro estímulos.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,25% às 7h20 (horário de Brasília).

  • Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 1,29%, a 18.891 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,06%, a 22.898 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,43%, a 3.136 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,27%, a 3.363 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 0,02%, a 2.065 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,99%, a 9.424 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times valorizou-se 0,48%, a 3.025 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 recuou 0,77%, a 5.610 pontos.

(Por Hideyuki Sano, Luoyan Liu e John Ruwitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos