Bolsas

Câmbio

Índices europeus ficam próximos da máxima de um ano

(Reuters) - As ações europeias ficaram próximas da máxima de um ano nesta quinta-feira, apoiadas por um otimismo na área de fusões e aquisições, com um negócio de 30 bilhões de dólares da Johnson & Johnson para comprar a Actelion levantando as ações da empresa suíça de biotecnologia.

A ação da Actelion subiu 19,4 por cento após a decisão da gigante de saúde dos Estados Unidos. A aquisição dá para a Johnson & Johnson acesso aos medicamentos de preço alto e margem elevada para as doenças raras do grupo suíço.

O STOXX 600 avançou 0,2 por cento, aproveitando os fortes ganhos observados na sessão anterior, quando o índice pan-europeu terminou em seu nível mais alto desde o final de dezembro de 2015. O DAX, da Alemanha, subiu 0,4 por cento para o maior nível desde maio de 2015, enquanto o índice FTSE do Reino Unido terminou estável.

O mercado também foi ajudado por relatórios com resultados positivos. A fabricante de chips franco-italiana STMicroelectronics subiu 7,6 por cento após divulgar os resultados do último trimestre de 2016, impulsionada pelas vendas sólidas de peças para carros e telefones e pela melhor utilização das fábricas.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,21 por cento, a 1.451 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,04 por cento, a 7.161 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,36 por cento, a 11.848 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,21 por cento, a 4.867 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,73 por cento, a 19.439 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,38 por cento, a 9.512 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,20 por cento, a 4.583 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos