Bolsas

Câmbio

Governo ainda não definiu modelo para venda da Cedae, diz Pezão

BRASÍLIA (Reuters) - O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, afirmou nesta quarta-feira que ainda não há uma definição sobre a operação de venda da companhia de água e saneamento Cedae para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), mas que o Rio de Janeiro precisa de 3,5 bilhões de reais.

"Não há nada de definido ainda, são hipóteses colocadas. Isso vai ser discutido hoje ainda com presidente Michel Temer e ministro (da Fazenda) Henrique Meirelles. Vamos ver que tipo de operação o BNDES pode fazer conosco", disse o governador ao sair de uma reunião com Temer sobre questões de segurança no Rio de Janeiro.

Pezão afirmou que os 3,5 bilhões de reais era o valor do empréstimo que o governo estadual iria pleitear junto a bancos privados tendo a Cedae como garantia, como estava previsto no plano de recuperação fiscal aprovado em janeiro deste ano.

Na terça-feira, o presidente Michel Temer deu o aval para que o BNDES estudasse a compra da Cedae em troca do adiantamento de 3 bilhões de reais ao Rio. O plano ainda está em estudos.

"Não tem uma avaliação ainda do valor da venda integral da Cedae. Estamos contratando uma empresa para fazer essa avaliação. Não tem modelo nenhum definido para a venda", afirmou Pezão a jornalistas.

(Por Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos