Bolsas

Câmbio

Lucro da Boeing sobe por corte de gastos e ações atingem nível recorde

NOVA YORK (Reuters) - As ações da Boeing Co subiam mais de 8 por cento para um nível recorde na quarta-feira, depois que a maior fabricante de aviões do mundo registrou lucro e fluxo de caixa no segundo trimestre bem acima das estimativas de Wall Street, apoiados em um corte agressivo de custos, e elevou suas previsões para o ano.

A Boeing reduziu os gastos por meio da racionalização da produção, do corte de postos de trabalho e da redução dos custos de desenvolvimento, o que melhorou dramaticamente a rentabilidade e o fluxo de caixa.

A aeronave 787 Dreamliner contribuiu com cerca de 530 milhões de dólares em recursos no trimestre, o segundo maior valor nos seis anos desde que a Boeing começou a entregar os aviões de fibra de carbono.

Às 14h49, as ações da Boeing subiam 8,15 por cento, a 229,70 dólares. No ano, as ações acumulam alta de 37 por cento.

O fluxo de caixa das operações da empresa chegou a quase 5 bilhões de dólares no trimestre, quase duas vezes a estimativa de 2,5 bilhões de dólares.

"Fluxo de caixa monstruoso", disse o analista Robert Stallard, da Vertical Research.

O dinheiro extra permitiu à Boeing elevar em 1,5 bilhão de dólares sua previsão de fluxo de caixa operacional de 2017, para cerca de 12,25 bilhões de dólares. A Boeing aumentará as recompras de ações neste ano em 3,5 bilhões de dólares, para cerca de 10 bilhões de dólares. A empresa também elevará as contribuições para os fundos de pensão em 3,5 bilhões de dólares este ano para reduzir os custos futuros.

A empresa elevou sua previsão para o lucro do ano, excluindo alguns custos previdenciários, em 0,60 dólar para entre 9,80 e 10,00 dólares por ação.

A Boeing teve um lucro de 1,76 bilhão de dólares, ou 2,89 dólares por ação, no segundo trimestre, ante um prejuízo de 234 milhões de dólares, ou 0,37 dólar por ação, no ano anterior, que refletiu os custos relacionados às aeronaves 787, 747 e KC-46.

O lucro básico, que excluiu alguns custos de pensão e outros, foi de 2,55 dólares por ação no trimestre.

A receita caiu 8,1 por cento, para 22,74 bilhões de dólares.

Os analistas esperavam lucro básico de 2,30 dólares por ação, com receitas de 23 bilhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos