Bolsas

Câmbio

Margem de lucro do Wal-Mart cai por redução de preços e investimentos em comércio eletrônico

Por Nandita Bose

CHICAGO (Reuters) - Wal-Mart Stores divulgou nesta quinta-feira menores margens trimestrais depois de ter reduzido preços e investido fortemente na expansão de suas operações de comércio eletrônico.

Os investidores ignoraram um aumento nas vendas comparáveis, que registraram alta por três anos consecutivos, e as ações da empresa recuavam quase 3 por cento.

"Os investimentos estratégicos em preço em mercados-chave e a crescente combinação de nossos negócios de comércio eletrônico reduziram a margem bruta", afirmou diretor financeiro, Brett Biggs, em comunicado.

O Wal-Mart disse que as vendas nas lojas dos EUA abertas há pelo menos um ano aumentaram 1,8 por cento, excluindo as flutuações dos preços dos combustíveis, durante o segundo trimestre fiscal encerrado em 31 de julho. O resultado é mais forte do que as expectativas do mercado de um aumento de 1,7 por cento, de acordo com a empresa de pesquisa Consensus Metrix.

O lucro líquido atribuído ao Wal-Mart caiu 23 por cento para 2,9 bilhões de dólares, ou 0,96 dólar por ação, ante 3,7 bilhões de dólares ou 1,21 dólar por ação um ano antes, devido a uma perda com a recompra da dívida após uma oferta de títulos.

Excluindo itens especiais, o lucro por ação de 1,08 dólar superou a estimativa média dos analistas de 1,07 dólar, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Nandita Bose)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos