Bolsas

Câmbio

Wall St fecha estável com queda das ações de mídia e alta do setor de saúde

Por Lewis Krauskopf

(Reuters) - Wall Street fechou perto da estabilidade nesta quinta-feira, após um avanço moderado no final do dia, com a queda das ações de empresas de mídia sendo compensada por ganhos no setor de saúde.

O índice Dow Jones Industrial caiu 0,1 por cento, a 21.784 pontos e o S&P 500 perdeu 0,02 por cento, a 2.465 pontos. O Nasdaq Composite subiu 0,07 por cento, a 6.397 pontos.

A Comcast caiu 6,2 por cento depois que a operadora de cabo alertou sobre as perdas de assinantes, enquanto as ações da Disney caíram 4,4 por cento, após a empresa fazer um alerta sobre o crescimento do lucro. O índice de mídia do S&P 500 encerrou em queda de 3,6 por cento.

Os ganhos das ações de saúde, como AbbVie e Bristol-Myers Squibb, impulsionaram os índices, enquanto os ganhos da Microsoft e Amazon ajudaram a manter o Nasdaq em território positivo.

Os investidores estavam rastreando o furacão Irma, que se aproxima da Flórida, na esteira da devastação no Texas causada pelo furacão Harvey. O Irma atravessou a República Dominicana em direção ao Haiti depois de devastar uma série de ilhas do Caribe.

O Irma é o mais recente evento a manter pressão sobre as ações dos EUA, após as preocupações anteriores nesta semana sobre as tensões geopolíticas envolvendo a Coreia do Norte, que provocaram a maior queda em um dia do S&P 500 em cerca de três semanas.

Ainda assim, o índice de referência S&P permanece perto das máximas históricas, com observadores do mercado apontando para o forte crescimento dos lucros e dados econômicos sólidos como fatores que estão sustentando o mercado acionário.

"Por estar num mundo tão nervoso no momento, o mercado está excepcionalmente bem", disse Peter Tuz, presidente da Chase Investment Counsel em Charlottesville, Virgínia.

As ações da General Electric recuaram 3,6 por cento, arrastando o S&P e o Dow, depois de uma nota de analista pessimista.

As ações da Apple também pesaram nos principais índices, caindo 0,4 por cento após um notícia de que o novo iPhone da empresa foi atingido por falhas na produção.

O setor financeiro caiu 1,7 por cento em meio a uma queda nos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos