Bolsas

Câmbio

Se Câmara autorizar julgamento de denúncia contra Temer, Dodge diz que dará seguimento à acusação no STF

BRASÍLIA (Reuters) - A nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou nesta terça-feira que, se a Câmara autorizar o julgamento da denúncia contra o presidente Michel Temer, dará seguimento à acusação criminal perante o Supremo Tribunal Federal.

"Se a Câmara aprovar a continuidade desta tramitação, eu exercerei aquilo com clareza e transparência que lhe é dado a todo membro do Ministério Público. Não pode nenhum procurador de uma ação penal voltar atrás", disse.

Dodge disse que, no momento, não cabe a ela fazer qualquer análise da denúncia feita pelo antecessor dela, o ex-procurador-geral Rodrigo Janot. Ele acusou Temer de ser líder de uma organização criminosa e de obstrução da Justiça.

A procuradora-geral disse que a acusação está na Câmara, a quem caberá decidir se autoriza o STF a julgá-la. Ela lembrou que, no primeiro julgamento no plenário do Supremo que atuou, defendeu em memorial o encaminhamento da denúncia para a Câmara.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos