PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Desaceleração dos setores imobiliário e da construção pressiona PIB da China no 3°tri

20/10/2017 10h49

PEQUIM (Reuters) - A China registrou um crescimento econômico relativamente sólido no terceiro trimestre impulsionado por uma atividade de serviços mais forte, embora haja sinais de fraqueza nos setores imobiliário e de construção diante de medidas para desacelerar o setor imobiliário, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira.

O setor imobiliário da China cresceu 3,9 por cento no trimestre em relação ao ano anterior, desacelerando ante os 6,2 por cento no segundo trimestre. Esse foi o ritmo mais lento em quase dois anos, informou a Agência Nacional de Estatística em uma descrição mais detalhada dos dados do Produto Interno Bruto do terceiro trimestre, que foram divulgados na quinta-feira.

O crescimento da atividade de construção desacelerou para 4 por cento, ante 5,4 por cento no segundo trimestre, a expansão mais fraca desde o quarto trimestre de 2000, segundo dados da agência.

Os setores de construção e imobiliário representam, em conjunto, 13,3 por cento da economia, com a construção sozinha impactando diretamente 40 outras indústrias.

A desaceleração nesses setores parece ter exercido a principal pressão sobre os dados da China. O crescimento do terceiro trimestre teve leve desaceleração para 6,8 por cento, ante 6,9 por cento no trimestre anterior, como era amplamente esperado.

Já o setor de serviços expandiu 8 por cento no terceiro trimestre, ante 7,6 por cento no segundo trimestre, impulsionado por uma alta no setor financeiro e pela forte expansão nos setores de tecnologia da informação e de outras áreas.

(Por Yawen Chen e Elias Glenn)