PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Indústria diz que Indonésia optou por não contestar decisão da OMC sobre frango

25/10/2017 11h42

SÃO PAULO (Reuters) - A Indonésia optou por não apelar de uma decisão favorável da Organização Mundial do Comércio (OMC) dada ao Brasil sobre bloqueios comerciais impostos pelo país asiático à carne de frango nacional, disse nesta quarta-feira a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

O relatório a favor do Brasil foi publicado em 17 de outubro, com a OMC recomendando a alteração da legislação e das práticas protecionistas do governo da Indonésia, um grande mercado potencial do produto brasileiro.

A indústria do Brasil, maior exportador mundial de carne de frango, tem entre os principais "players" a BRF, JBS e Aurora Alimentos.

Sem a apelação, a ABPA estima que o processo de viabilização dos embarques de carne de frango para a Indonésia terá o prazo reduzido em, pelo menos, seis meses da previsão inicial --considerando 60 dias para a apresentação da apelação, 90 dias para a análise do pedido pelo Órgão de Apelação, e outros prazos dentro da tramitação.

A próxima etapa será a implementação da decisão, o que deverá ocorrer a partir do final de novembro, acrescentou a entidade.

"Após quase 10 anos de tratativas, temos um horizonte positivo para a concretização de exportações para este mercado. Esta é uma vitória que atende, também, às expectativas da população indonésia... Quando finalmente concluída as negociações, esperamos auxiliar na segurança alimentar dos indonésios", disse o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, em nota.

O consumo per capita anual de carne de frango na Indonésia é de 6,3 quilos, abastecido em sua totalidade pela produção local. Em 2016, os indonésios produziram 1,64 milhão de toneladas da proteína, disse a ABPA.

O Brasil também é o maior produtor e exportador global de frango halal, voltada aos mercados muçulmanos, exatamente como o indonésio.

(Por José Roberto Gomes)