Bolsas

Câmbio

Países da TPP concordam em manter acordo comercial vivo, mas ainda resta trabalho

Por Kiyoshi Takenaka e Matthew Tostevin

DANANG, Vietnã (Reuters) - Membros da Parceria Transpacífico (TPP) concordaram em continuar trabalhando em uma proposta de acordo comercial apesar de resistência inicial canadense nas conversas, que levantaram novas dúvidas sobre sua sobrevivência, disseram autoridades.

De acordo com um esboço do comunicado final visto pela Reuters e programado para ser divulgado no sábado no Vietnã, os 11 países se comprometeram com os “elementos essenciais” de um acordo, embora tenham deixado claro que ainda resta mais trabalho.

Seguir adiante com a TPP seria um impulso para o princípio de acordos comerciais multilaterais após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandoná-la neste ano em favor de sua política “América Primeiro”, que reiterou em uma cúpula Ásia-Pacífico no Vietnã.

Qualquer tipo de acordo da TPP aparentava estar incerto anteriormente nesta semana, após autoridades falarem que o negociador-chefe do Vietnã havia saído de uma rodada de conversas e que o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, então faltou um encontro de líderes sobre o pacto.

Negociadores voltaram à mesa nesta sexta-feira e concordaram em alguns fundamentos do que chamaram de Compreensivo e Progressivo Acordo para a Parceria Transpacífico (CPTPP).

Parcialmente para conter o crescente domínio da China na Ásia, o Japão havia feito duro lobby pelo acordo da TPP, que busca eliminar tarifas sobre produtos industriais e agrícolas no bloco de 11 nações, cujo comércio totalizou 356 bilhões de dólares no ano passado.

O comunicado final informou que um “conjunto limitado de provisões” do acordo original será suspenso, acrescentando que mais trabalho técnico é necessário em quatro áreas que ainda precisam de consenso “para preparar texto finalizado para assinatura”.

O comunicado não informou quando isto pode acontecer. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos