Doria diz que se manifestará sobre Presidência em convenção tucana

SÃO PAULO (Reuters) - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda-feira que se manifestará sobre a candidatura tucana à Presidência da República na convenção nacional do partido marcada para o início do próximo mês.

Doria voltou a afirmar que nada vai afastá-lo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), principal fiador de sua entrada na política eleitoral no ano passado.

"Sobre esta questão eu vou me manifestar na convenção nacional do PSDB, no dia 9 de dezembro, em Brasília", disse Doria em evento da revista Veja, em São Paulo.

"De São Paulo nós sairemos unidos. São Paulo não dividirá o PSDB, pelo contrário", acrescentou.

Indagado se seria favorável a uma mudança na lei para impedir que eleitos renunciem aos mandatos para disputar outro cargo, Doria disse que, embora seja tucano, não caminharia "em cima do muro" e defendeu que a lei permaneça como está.

Eleito prefeito no ano passado, Doria fez uma série de movimentos típicos de um pré-candidato presidencial, incluindo várias viagens pelo país, e mais recentemente tem tido o nome ventilado para o governo de São Paulo na eleição do ano que vem.

O prefeito garantiu que, em nenhum momento, se colocou como presidenciável e tampouco pediu para que os institutos de pesquisa incluíssem seu nome nas sondagens visando a eleição presidencial de 2018.

Doria voltou a defender uma candidatura de centro para a Presidência no ano que vem. "Estarei apoiando essa corrente", garantiu o tucano.

(Reportagem de Eduardo Simões)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos