Bolsas

Câmbio

EDF propõe fechar alguns reatores nucleares da França a partir de 2029

PARIS (Reuters) - A elétrica francesa EDF propôs começar a fechar alguns reatores de energia nuclear no país a partir de 2029, como parte do plano de longo prazo da França de reduzir a fatia da geração proveniente de usinas atômicas em sua matriz, disse o chefe do braço nuclear da companhia.

O governo começou discussões com organizações não-governamentais e especialistas em energia sobre o futuro da matriz elétrica e o primeiro esboço de um plano de longo prazo para o setor é esperado para o final de junho.

Philippe Sasseigne, que chefia a unidade de energia nuclear da EDF, disse a jornalistas que como parte dessa discussão a companhia está propondo fechar mais reatores a partir de 2029.

A EDF, que opera 58 reatores nucleares na França, irá parar sua usina nuclear de Fessenhiem assim que começar a gerar na unidade de Flamanville 3, que está em construção.

A França irá decidir até o final deste ano quantos reatores nucleares pretende fechar para atingir sua meta de redução da participação da fonte em sua matriz, disse o ministro de Energia do país na segunda-feira.

(Por Bate Felix)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos