Bolsas

Câmbio

Reforma da Previdência

Presidente do Congresso vê reforma da Previdência como instrumento para eliminar "privilégios"

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (PMDB-CE), defendeu nesta segunda-feira (5), ao abrir os trabalhos do Legislativo em 2018, a reforma da Previdência para combater privilégios, que "desequilibram" o sistema.

O senador ponderou que não se pode permitir uma readequação das regras que traga prejuízos aos menos favorecidos, mas atacou os privilégios, "muitas vezes injustificados".

"É essencial que reformemos a Previdência para eliminar privilégios", disse o presidente do Congresso Nacional.

"Não podemos admitir uma reforma que prejudique os desfavorecidos", afirmou. "São os privilégios que desequilibram o sistema previdenciário."

O governo enfrenta uma batalha para garantir os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência. Por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a medida precisa de 308 votos dentre os 513 deputados, em dois turnos de votação. Depois, ainda será submetida a análise no Senado.

Eunício defendeu também que o Legislativo se empenhe, já no início dos trabalhos, em uma agenda voltada para a segurança pública.

"Neste ano, é imperativo estabelecer um confronto com a violência, com a insegurança pública, e vencer", defendeu. "É imperioso transformar o ano de 2018 como marco zero de um sistema de segurança pública."

(Reportagem de Ricardo Brito e Maria Carolina Marcello)

Recebemos um salário de fome, diz aposentado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos