Bolsas

Câmbio

Brasil exporta menos soja e açúcar em fevereiro; vendas de farelo de soja e milho crescem

Por Marcelo Teixeira

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil exportou menos soja e açúcar em fevereiro na comparação com igual mês do ano passado, mas impulsionou os embarques de milho, farelo e óleo de soja, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira.

Números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) mostram que o país exportou 2,86 milhões de toneladas de soja em fevereiro, 650 mil toneladas menos frente igual período de 2017, possivelmente reflexo de atrasos no plantio e na colheita da oleaginosa neste ano.

Mas houve um grande aumento nas vendas de produtos derivados da soja. O Brasil exportou 1,35 milhão de toneladas de farelo no mês passado, quase o dobro do volume de um ano atrás, e enviou ao exterior 125.641 toneladas de óleo de soja, ante 75.565 toneladas no ano passado.

A Argentina, líder global na exportação de derivados de soja, está passando por uma grave seca, e o país deve ter menos farelo e óleo de soja para vender neste ano. Não está claro ainda, no entanto, se os compradores estão migrando para uma oferta segura de outros países produtores, como o Brasil.

As exportações de milho também foram altas, de 1,25 milhão de toneladas, mais de 700.000 toneladas acima do volume relatado em fevereiro de 2017.

Os envios de açúcar foram bem menores, por volta de 1 milhão de toneladas, 500 mil toneladas a menos ante fevereiro de 2017, conforme usinas, enfrentando um excesso de oferta global da commodity, têm optado por produzir mais etanol.

Também houve uma grande queda nas exportações de petróleo, ambos comparados com fevereiro do ano passado e janeiro deste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos