Bolsas

Câmbio

Venezuela adia reconversão monetária a pedido de bancos

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta terça-feira que a medida para eliminar três zeros da moeda venezuelana prevista para 4 de junho será adiada por pelo menos 60 dias, após pedido de um banco privado, que alertou sobre os "risco muito grandes" caso a mudança não fosse postergada.

Maduro anunciou em março a reconversão monetária e ordenou a impressão de uma nova família de cédulas, sob o argumento de que elas facilitariam as transações bancárias no país que sofre uma grave falta de dinheiro desde 2017.

Porém, até segunda-feira, a medida causava nervosismo entre empresas e clientes, porque os novos "bolívares soberanos" ainda não haviam chegado aos bancos para iniciar os testes técnicos que antecipariam a medida, disseram fontes à Reuters.

Um representante da Associação Bancária da Venezuela propôs nesta terça-feira adiar a mudança da moeda por 90 dias, em reunião com o presidente que foi transmitida pela televisão estatal da Venezuela.

(Por Corina Pons)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos