ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ações italianas se recuperam e impulsionam principais índices acionários europeus

30/05/2018 14h44

Por Kit Rees e Helen Reid

LONDRES (Reuters) - Uma modesta retomada das ações italianas ajudou a elevar os mercados acionários europeus nesta quarta-feira, conforme os investidores se recuperavam das vendas da sessão anterior e digeriam a possibilidade de uma nova eleição na Itália em julho.

Após perdas na terça-feira, o índice italiano FTSE MIB terminou com ganhos de 2,1 por cento, mas o mercado ainda tem queda de 2,7 por cento até agora nesta semana e devolveu todos os ganhos conseguidos em 2018.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,23 por cento, a 1.509 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,27 por cento, a 385 pontos.

Os principais partidos italianos pediram uma nova eleição em julho já que esforços de última hora para formar um governo mostraram poucos sinais de sucesso nesta quarta-feira.

Preocupações de que novas eleições na Itália possam se tornar na prática um referendo sobre a adesão ao euro afetaram as bolsas europeias nesta semana, com o índice italiano tocando seu menor nível desde julho de 2017 na terça-feira.

"Isso tirou o brilho dos mercados que estavam indo muito bem recentemente, mas no momento eu diria que a liquidação parece ser de uma ordem menor do que vimos em crises anteriores da zona do euro", disse Laith Khalaf, analista sênior da Hargreaves Lansdown.

Os bancos italianos, que caíram 4,7 por cento na sessão anterior, subiram 2,7 por cento após cinco dias de perdas consecutivas.

O Intesa Sanpaolo e o Unicredit deram o maior impulso às ações italianas, enquanto o Mediobanca e o Finecobank lideraram o índice com ganhos de 7,1 e 6,4 por cento.

Atif Latif, diretor de negociações da Guardian Stockbrokers, disse que, embora ele não veja um risco de contágio para outros mercados, a volatilidade pode permanecer enquanto a Itália busca uma solução para sua crise política.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,75 por cento, a 7.689 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,93 por cento, a 12.783 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,20 por cento, a 5.427 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 2,09 por cento, a 21.797 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,47 por cento, a 9.566 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,39 por cento, a 5.443 pontos.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia