Bolsas

Câmbio

Demanda por voos domésticos no Brasil sobe 3,9% em maio, diz Abear

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda por voos domésticos no Brasil em maio aumentou 3,9 por cento em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

A oferta de voos domésticos subiu 5,22 por cento na mesma base de comparação.

Segundo a Abear, o resultado do mês passado foi influenciado pela greve de caminhoneiros, que levou ao cancelamento de alguns voos, afetou a demanda como um todo e levou ainda à reprogramação de viagens que já estavam marcadas.

"Estes elementos causaram o descompasso entre o que foi ofertado, que é previamente dimensionado, e o que foi efetivamente utilizado", disse a associação em comunicado.

Com isso, o fator de aproveitamento caiu 0,98 ponto percentual, para 76,94 por cento no mês passado. O dado ficou abaixo de 80 por cento pela primeira vez em um ano e é também o pior patamar desde agosto de 2013 (74,24 por cento).

Ao todo foram transportados 7,3 milhões de passageiros em voos domésticos no mês passado, alta de 4,11 por cento ante um ano antes.

Apesar da paralisação dos caminhoneiros no fim do mês passado, a Abear destaca que as empresas aéreas conseguiram minimizar os impactos, com suas associadas mantendo mais de 95 por cento dos voos que estavam planejados para o período.

Na divisão por empresas, a Gol foi a que teve maior participação no mercado doméstico em maio, com 34,92 por cento, seguida por Latam (32,32 por cento), Azul (18,58 por cento) e Avianca (14,18 por cento).

INTERNACIONAL

A demanda por voos internacionais avançou 13,02 por cento em maio, enquanto a oferta teve alta de 17,14 por cento. O volume total de passageiros transportados no período subiu 7,4 por cento, para 658 mil.

A taxa de aproveitamento caiu 2,96 ponto percentual na comparação anual, para 81,34 por cento, o menor patamar desde março de 2016.

Em maio, a Latam liderou a participação de mercado em voos internacionais, com 70,12 por cento. Na sequência vieram Azul (15,48 por cento), Gol (7,26 por cento) e Avianca (7,13 por cento).

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos