PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Arrecadação do Brasil com grandes campos de petróleo e gás bate novo recorde

Por Marta Nogueira

31/07/2018 18h19

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A arrecadação do Brasil com o pagamento de participação especial por petroleiras, devida apenas em campos com grande volume de produção, atingiu recorde de R$ 8,2 bilhões no segundo trimestre, informou nesta terça-feira (31) a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

O volume foi 26% superior ao registrado no período entre janeiro e março, quando também havia sido recorde, apontou a autarquia.

Dos recursos obtidos com participação especial, 50% serão distribuídos para a União, 40% para estados e 10% para municípios.

O estado do Rio é o que tem a maior arrecadação, com R$ 2,5 bilhões, seguido por São Paulo (R$ 400 milhões) e Espírito Santo (R$ 300 milhões).

A participação especial é uma compensação financeira extraordinária devida pelos concessionários de exploração e produção de petróleo ou gás natural para campos de grande volume de produção.