ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Argentina negocia novo acordo com o FMI para mitigar a crise econômica

Hugh Bronstein

04/09/2018 10h56

 BUENOS AIRES (Reuters) - Autoridades argentinas estão em Washington nesta terça-feira (4) para negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre um novo acordo que contemple o adiantamento dos recursos estabelecidos em um pacto anterior, em uma tentativa de superar as turbulências financeiras no país.

Na segunda-feira, a Argentina anunciou que aplicará um novo imposto sobre as exportações e que cortará gastos para reduzir seu déficit fiscal diante da inflação alta e da recessão crescente que gera cada vez mais descontentamento com o presidente Mauricio Macri. 

Leia também:

O mercado cambial, entretanto, reagiu de forma negativa às medidas e nesta terça-feira abriu com nova queda.

Diante da situação crítica, o ministro da Economia, Nicolás Dujovne, viajou para os EUA para buscar um adiantamento junto ao FMI dos recursos a fim de assegurar o financiamento do país até 2020.

"Com o programa anterior, percebíamos que o financiamento disponível e o déficit que estávamos processando para o ano que vem era o adequado, mas a escassez de fundos se aprofundou nos países emergentes", disse Dujovne na segunda-feira à noite em um programa de televisão.

Em junho, depois das primeiras turbulências financeiras, a Argentina fechou com o FMI uma linha de empréstimo de US$ 50 bilhões.

Mas as perdas do peso se aprofundaram nas últimas semanas e nesta terça-feira a moeda era cotada a 39,0 por dólar, acumulando uma desvalorização de quase 50% em 2018.

(Reportagem de Nicolás Misculin)

Mais Economia