ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Musk deve deixar conselho da Tesla, mas seguir como CEO, em acordo com SEC

30/09/2018 10h54

Por Michelle Price e Alexandria Sage

WASHINGTON/SÃO FRANCISCO (Reuters) - A Tesla e Elon Musk concordaram em pagar 20 milhões de dólares cada a reguladores financeiros, e o bilionário deixará a presidência  do Conselho da companhia, mas continuará como CEO, sob um acordo que encerra um período turbulento de dois meses para a empresa fabricante de automóveis.

O acordo, revelado pela Securities and Exchange Commission (SEC) no sábado, vem como alívio aos investidores, que se preocupavam com o fato de que uma longa batalha legal pioraria ainda mais a companhia de carros elétricos.

A SEC acusou na quinta-feira Musk, de 47 anos, de enganar os investidores com tuítes no dia 7 de Agosto, que afirmavam que ele estava considerando tornar a Tesla privada a 420 dólares por ação e que havia garantido financiamento. Os tuítes não eram baseados em fatos, e o consequente caos no mercado prejudicou investidores, disse a SEC.

Investidores e especialistas em governança corporativa disseram que o acordo poderia fortalecer a Tesla, que foi prejudicada pelo recente comportamento de Musk, incluindo fumar maconha e empunhar uma espada em uma transmissão na web, além de atacar um mergulhador de resgate britânico pelo Twitter.

Mais Economia