PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Gasolina da Petrobras volta abaixo de R$ 2 na refinaria em meio a quedas de dólar e petróleo

José Roberto Gomes

23/10/2018 09h54Atualizada em 23/10/2018 11h13

SÃO PAULO, 23 Out (Reuters) - O preço médio da gasolina nas refinarias da Petrobras cairá para R$ 1,9855 por litro a partir de quarta-feira (24), o menor patamar desde 21 de agosto, informou a petroleira nesta terça-feira (23), em meio ao recuo das referências internacionais do petróleo e do dólar ante o real.

Em relação à cotação atual, a Petrobras reduzirá o preço em 3,8%. Só em outubro, a queda do combustível fóssil nas refinarias da estatal é de pouco mais de 10%. Em relação à máxima de R$ 2,2514 por litro registrada em setembro, o tombo beira 12%.

Esses são os preços cobrados nas refinarias. Isso não significa necessariamente que a redução da gasolina chegará ao consumidor final na bomba. Os postos são livres para aplicar ou não o reajuste, e na porcentagem que desejarem.

Leia também:

A política de reajustes diários da Petrobras está em vigor desde julho do ano passado, mas em setembro último foi aperfeiçoada com a adoção de mecanismos de hedge, o que permite à companhia segurar os valores do produto nas refinarias por até 15 dias, evitando volatilidades para os consumidores.

Com sua política, a Petrobras visa seguir o mercado externo e garantir participação no mercado doméstico.

As quedas recentes nos preços da gasolina se dão diante tanto do recuo do câmbio quanto dos valores internacionais do petróleo e do próprio combustível fóssil, parâmetros utilizados pela companhia em sua sistemática de reajustes.

Neste mês, os contratos futuros da gasolina nos EUA já caíram mais de 10%, enquanto a referência Brent do petróleo perdeu quase 6%.

O dólar, por sua vez, diminuiu 9%, refletindo a disputa eleitoral no Brasil.

(Edição de Roberto Samora)

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

UOL Carros