ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Bolsonaro diz ter compromisso de abrir "caixa-preta do BNDES"

08/11/2018 07h26

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, em publicação no Twitter, que vai iniciar o mandato determinado a abrir a "caixa-preta" do BNDES para revelar à população o destino de empréstimos realizados pelo banco ao longo dos últimos anos.

Durante a campanha, Bolsonaro já havia prometido abrir os arquivos do BNDES e os da Petrobras , cujas sedes no Rio de Janeiro ficam na mesma avenida. As duas instituições já foram alvos de investigações da Polícia Federal contra a corrupção, em especial no âmbito da operação Lava Jato.

"Firmo o compromisso de iniciar o meu mandato determinado a abrir a caixa-preta do BNDES e revelar ao povo brasileiro o que (foi) feito com seu dinheiro nos últimos anos. Acredito que este é um anseio de todos", disse Bolsonaro em publicação no Twitter no início da manhã.

Procurado, o BNDES informou que não comentará as declarações de Bolsonaro.

Em nota, a Associação dos Funcionários do BNDES afirmou que o banco cumpre normas legais em razão do sigilo bancário e disse que a instituição divulga suas operações de forma ampla em seu site.

"Com relação a referências à 'caixa-preta' do BNDES, é importante esclarecer que, além de prestar contas regularmente ao Bacen (Banco Central), CVM, CGU e TCU, o banco vem sendo investigado, há quatro anos, por diversos órgãos de controle e foi submetido a três CPIs, operação Lava Jato, operação Bullish, Comissões de Apuração Interna e Auditoria Independente", afirma a nota.

"Até o momento, não há nenhuma evidência que comprometa a atuação dos empregados do BNDES em qualquer esquema de corrupção", acrescenta.

Uma fonte do banco, que falou sob condição de anonimato, disse que o BNDES é "aberto" e "transparente", e negou a existência de uma "caixa-preta" na instituição.

"O banco não tem caixa-preta, não há medo de nada ou alguém amedrontado. Internamente, não tem culpado", disse a fonte.

Durante a operação Bullish cogitou-se que o empréstimo do BNDES à processadora de carne JBS teria causado prejuízo ao banco. A fonte nega.

"A operação deu lucro", garantiu. "O banco cumpriu seu papel. O banco não tem caixa-preta", acrescentou.

(Por Rodrigo Viga Gaier; Reportagem adicional de Pedro Fonseca)

Mais Economia