Topo

Citigroup divulga queda inesperada na receita trimestral

14/01/2019 12h59

(Reuters) - O Citigroup divulgou nesta segunda-feira uma queda inesperada na receita do quarto trimestre devido a um forte declínio em seus negócios de renda fixa, prejudicado pela volatilidade nos mercados financeiros no final do ano.

A receita caiu 2 por cento frente ao mesmo período do ano anterior, para 17,12 bilhões de dólares. Analistas esperavam alta de 1,7 por cento na receita, para 17,55 bilhões de reais, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

O lucro trimestral, excluindo um ganho atrelado a impostos, subiu para 4,22 bilhões de dólares, ou 1,61 dólar por ação, no trimestre encerrado em 31 de dezembro, ante 3,7 bilhões de dólares, ou 1,28 dólar por ação, um ano antes. Analistas esperavam lucro de 1,55 dólar por ação.

"Um quarto trimestre volátil impactou alguns de nossos negócios sensíveis ao mercado, particularmente o de renda fixa", disse o presidente-executivo do Citigroup, Michael Corbat, em comunicado. A receita de renda fixa caiu 21 por cento no trimestre devido ao aumento dos spreads de crédito. O aperto na receita fez com que o Citi perdesse por pouco sua meta de eficiência para o ano, apesar de uma queda de 4 por cento nas despesas. O banco encerrou o ano com um índice de eficiência de 57,4 por cento, pouco abaixo de sua meta de 57,3 por cento.

Apesar de não ter atingido seus objetivos de eficiência, o Citi superou sua meta de retorno ROTCE, uma medida amplamente observada sobre o quão bem os bancos usam o dinheiro dos acionistas. O Citi divulgou um ROTCE de 2018 de 10,9 por cento, superando sua meta de 10,5 por cento.

O Citi é o primeiro dos principais bancos dos EUA a divulgar os resultados do quarto trimestre. JPMorgan, Bank of America e Goldman Sachs apresentam seus números mais tarde nesta semana.

(Reportagem de Imani Moise em Nova York e Siddharth Cavale em Bengaluru)

Mais Economia