PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

China reduz custos de dívida de governos locais para impulsionar investimentos

29/01/2019 07h32

Por Andrew Galbraith

XANGAI (Reuters) - Reguladores chineses cortaram o prêmio que os governos locais precisam pagar para emitir dívida, disseram à Reuters fontes com conhecimento direto do assunto nesta terça-feira, reduzindo os custos de empréstimos no momento em que Pequim busca alavancar os investimentos e sustentar o crescimento.

A mudança acontece após forte demanda por títulos de governos locais, destacando tanto o preço distorcido quanto o apetite do mercado por dívida de alta qualidade conforme Pequim relaxa as condições monetárias.

As fontes disseram que governos locais serão capazes de emitir títulos a um spread mínimo de 25 a 40 pontos básicos sobre os títulos do governo central de mesmo vencimento. Antes, os governos locais tinham que emitir bônus com spread mínimo de 40 pontos básicos sobre o equivalente dos bônus do Tesouro chinês.

"o spread mínimo anterior não refletia o mercado", disse uma operadora de um banco asiático baseado em Xangai. Ela acrescentou que embora alguns operadores tenham inicialmente ficado confusos com a mudança de regra, isso significa efetivamente uma redução no spread mínimo para 25 pontos básicos.