IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

PETRÓLEO-Preços se recuperam de queda por tuíte de Trump e fecham quase estáveis

28/03/2019 17h29

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os contratos futuros do petróleo fecharam praticamente estáveis nesta quinta-feira, após se recuperarem das piores perdas do dia, quando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu à Opep para aumentar a produção de petróleo, em um esforço para reduzir os preços, que caminharam para seus maiores ganhos trimestrais em uma década.

Os futuros atingiram a mínima da sessão imediatamente após os comentários de Trump, mas em seguida registraram rali para os níveis de antes do tuíte do presidente norte-americano.

O petróleo dos EUA teve retração de 0,11 dólar, fechando a 59,30 dólares por barril. Mais cedo, o contrato caiu para 58,20 dólares na esteira do tuíte de Trump, em que ele disse ser "muito importante que a Opep aumente o fluxo de petróleo" devido à fragilidade dos mercados mundiais.

Já os futuros do petróleo Brent perderam 0,01 dólar, encerrando a sessão a 67,82 dólares o barril, após operarem a 66,54 dólares mais cedo.

Os preços do petróleo subiram mais de 25 por cento neste ano, com o produto norte-americano indo em direção a seus maiores ganhos de primeiro trimestre desde 2002, além dos melhores ganhos trimestrais para os dois valores de referência desde 2009, majoritariamente por conta dos cortes de produção da Opep e seus aliados, como a Rússia.

Semeando incerteza no pacto liderado pela Opep, porém, a Arábia Saudita está tendo dificuldades para convencer a Rússia a permanecer por mais tempo no acordo, com Moscou podendo concordar com uma extensão de apenas três meses, segundo três fontes familiarizadas ao assunto.

(Reportagem de Stephanie Kelly, com reportagem adicional de Shadia Nasralla em Londres, Colin Packham em Sidney e Koustav Samanta em Cingapura)

Mais Economia